+55 11 4337-1393    |    Formulário de Contato
Agências:


Dólar Operadora CONSULTE                     



Página Principal      A Empresa      Contato      Escolha o seu Destino      Fale com a gente
 
topo ox02.jpg

Mergulhe nas suas férias

Mergulhe nas suas férias

Mergulhe nas suas férias

ANTES DE VIAJAR, FIQUE ATENTO A ALGUMAS DICAS IMPORTANTES QUE EVITAM  ABORRECIMENTOS E TRANSTORNOS DESNECESSÁRIOS E QUE PODEM ESTRAGAR  SEUS MERECIDOS DIAS DEBAIXO D´ÁGUA PARA QUEM PRETENDE VIAJAR E MERGULHAR NAS FÉRIAS, NADA MELHOR DO QUE  IR PREPARADO E COM TODAS AS INFORMAÇÕES POSSÍVEIS SOBRE O DESTINO  ESCOLHIDO. FINAL DE ANO É [.]

Por Sandro Cesar

Antes de viajar, fique atento a algumas dicas importantes que evitam  aborrecimentos e transtornos desnecessários e que podem estragar  seus merecidos dias debaixo d'água

Para quem pretende viajar e mergulhar nas férias, nada melhor do que  ir preparado e com todas as informações possíveis sobre o destino  escolhido. Final de ano é sempre uma época difícil para se viajar. Muitas  pessoas tiram férias do trabalho, o ano escolar termina e, no Brasil, o  verão começa e com ele chegam os feriados que todo brasileiro adora.  Assim como você, milhares de pessoas estão pensando o mesmo:  mergulhar em algum lugar sensacional, cheio de peixes coloridíssimos,  água clara e que tenha algum programa legal para fazer na "superfície",  afinal de contas, bem que gostaríamos, mas não é possível passar toda a viagem debaixo da água.

Bem, para quem não está pensando em ir muito longe ou para quem vai para o outro lado no mundo e independentemente se vai chegar ao seu destino de carro, ônibus ou avião, a dica é a mesma: siga o manual do bom viajante, que diz: "Para qualquer que seja o seu destino planeje com antecedência e se possível, coloque

tudo no papel, desde o dinheiro destinado à gorjeta até a característica de cada ponto de mergulho".

Ah, você não planejou ainda? Bom, isso é um mau sinal, mas vamos dar algumas dicas que vão ajudá-lo a não passar aperto. Não dá para deixar para última hora, como todo bom brasileiro gosta de fazer. Programe seu mergulho alguns meses antes, pois além de ter muito mais opções, o valor é sempre menor. Dessa forma, você pagará menos e ainda poderá parcelar sua viagem. Mesmo se a opção for uma pousada de praia, hoje em dia, ela pode estar lotada meses antes de você começar a pensar onde passará suas férias.

Se a sua viagem for para um destino mais distante e você precisar ir de ônibus ou avião, é bom ir pensando nas férias do próximo ano, porque para os principais destinos de mergulho no Brasil ou exterior será difícil conseguir passagens de última hora. Com os pacotes de viagem acontece a mesma coisa: como estamos entrando na alta temporada, as agências e operadoras que têm bloqueios (compraram as vagas com antecedência) não têm muitas opções para oferecer em cima da hora. Nesse momento, é comum no lugar de você escolher o destino de mergulho, o destino te escolher.

Dicas importantes

- Não deixe de checar todo o equipamento de mergulho. Caso não tenha feito uma revisão recente no seu regulador, por exemplo, a hora é agora. Sua escola de mergulho pode indicar um bom lugar para fazer a manutenção;

- Faça um check list de itens de viagem. Parece coisa de gente metódica, mas evita esquecer coisas que farão muita falta na viagem, como chinelos, protetor solar ou até mesmo seu certificado de mergulho;

- Se vai viajar de avião, cheque todos os dados da passagem - nome, data, número dos voos e horários e, em especial, em qual aeroporto será feito o embarque, porque muitas das grandes cidades possuem mais de um, como São Paulo, Rio de Janeiro, etc. As companhias aéreas recomendam chegar ao aeroporto no mínimo duas horas antes do embarque, no caso de viagem internacional. Lembre-se que você não vai sozinho no avião e o check in costuma ser demorado - quanto mais próximo ao horário do embarque, mais a fila cresce;

- Preste muita atenção no peso de sua bagagem e evite o excesso. Os limites variam dependendo da companhia aérea e de país para país. Quase sempre, para voos domésticos, o limite pode variar entre 20 e 26 quilos. Na classe executiva este limite pode ser um pouco maior. Por isso, prefira malas mais leves. Algumas marcas já pensaram nisso e desenvolveram produtos que não interferem tanto na hora da pesagem;

- Identifique suas bagagens com seu nome, endereço e telefone. Para encontrá-las mais facilmente na esteira, use fitas de cor chamativa ou adesivos. Não esqueça de colocar etiqueta de FRÁGIL na mala do equipamento de mergulho e procure colocar equipamentos mais frágeis misturados à roupa de mergulho ou envoltos em plástico bolha, que não pesam nada e protegem bem;

- Procure se informar sobre as condições climáticas do seu destino e também a temperatura média da água, para não errar na escolha da roupa. Em alguns lugares, uma lycra já está de bom tamanho, em outros, é preciso uma semi seca, ou roupa de duas peças;

- Verifique a voltagem do hotel antes de colocar qualquer aparelho na tomada e não esqueça de levar adaptadores. Nunca se sabe que tipo de tomada é usada do outro lado do mundo. Leve pelo menos dois adaptadores para recarregar baterias de celular, notebooks, câmeras fotográficas e outros aparelhos eletrônicos; e

- Leve um pen-drive ou HD externo com espaço suficiente para descarregar suas fotos. Com a revolução das câmeras digitais, não é difícil passar de 4000 fotos por viagem.

 

Documentos

Para viajar para o exterior, é preciso um passaporte com validade de no mínimo seis meses. Caso precise trocar o passaporte vencido por um novo, faça isso muito antes da viagem. Acesse o site da Polícia Federal e veja qual o procedimento para emissão ou renovação do seu documento de viagem: www.dpf.gov.br;

- Se o seu passaporte foi perdido, extraviado ou roubado, registre imediatamente uma ocorrência policial. Desse modo, é possível impedir o uso indevido do documento;

- Se o extravio aconteceu num outro país, a Polícia Federal orienta que você procure imediatamente a Embaixada ou o Consulado brasileiro mais próximo para que as autoridades o auxiliem na retirada de um novo documento;

- Menores de 18 anos precisam de autorização dos pais ou dos representantes legais específica para passaporte e com firma de autenticidade reconhecida em cartório;

- Alguns países exigem Certificado Internacional de Vacinação (abreviado e inglês como CIV), para comprovação de que você tomou a vacina contra uma doença específica. Normalmente, o mais cobrado é a comprovação de tomada da vacina de febre amarela. No site da ANVISA há diversas informações a respeito: www.anvisa.gov.br;

- Leve sua carteira de motorista, caso resolva alugar um carro. Mesmo fora do país, ela é exigida;

- Muitos objetos pessoais como câmeras fotográficas tinham que ser registrados no posto da receita federal. Assim, quando o viajante retornava com o equipamento, não teria que pagar impostos sobre algo que havia levado para o exterior. O que mudou? Hoje não é mais necessário declarar alguns equipamentos como as máquinas fotográficas, celulares, filmadoras, notebooks e, como era de costume dizer, equipamentos com número de série. Outros bens de uso ou consumo pessoal como relógios, brinquedos, revistas, livros e "equipamentos para prática de esportes" - nessa hora mergulho é esporte -, a regra é clara: " os bens em quantidades que não excedam aos limites quantitativos serão tributados a uma alíquota única de 50% (regime de tributação especial), aplicada sobre o valor global que exceda o limite estabelecido para a via de transporte (US$ 500,00, para viajante que ingresse no país por via aérea ou marítima; e US$ 300,00, para via terrestre, fluvial ou lacustre)." Note que a tributação é sobre o "excedente" , ou seja, se você gastou US$ 700,00 será taxado em 50% sobre US$ 200,00 excedentes, que é igual a US$ 100,00, a ser convertidoem reais. Seugasto total será de US$ 800,00. Isso tudo detalhado na dba (declaração de bagagem acompanhada) no canal bens a declarar.

Quanto dinheiro levar?

Verifique quanto você gastará com  alimentação, que cartões de crédito são aceitos e quanto dinheiro - em espécie - você precisará para pagar taxas locais, pedágios, etc.

Essas informações estão disponíveis na internet, mas nada como falar com quem já foi para o local e obter dicas que podem fazer muita diferença. Uma boa fonte de informação são os instrutores da sua escola de mergulho, que conhecem muitos lugares ou pelo menos já ouviram muitas narrativas de viagens de mergulho.

Muitos mergulhadores procuram as escolas de mergulho para comprarem pacotes de viagem. Isso porque, além de ter informações específicas sobre o mergulho no local, ainda podem se engajar num grupo. Compartilhar de uma turma com o mesmo interesse é muito bom e divertido. Outra vantagem é que um guia da escola pode acompanhar o grupo e cuidar para que você não se preocupe com todos os detalhes e trâmites de transporte e hospedagem.

Dicas para o dia da viagem

A primeira dica é ter paciência e a segunda, muita paciência. Nessa época é comum pegar estradas, rodoviárias e aeroportos superlotados. A chave para ter menos aborrecimentos é ter tempo. No caso de viagens aéreas, chegue cedo no embarque, ou seja, saia com muito tempo disponível, isso faz com que pequenos atrasos não se tornem um estresse enorme, principalmente em viagens de avião.

Todos devem ter ouvido falar ou já passaram por um "overbook". Para quem não sabe, trata-se de uma venda de passagens superior ao número de assentos da aeronave. Se todos comparecerem, alguns não vão embarcar e não adianta ter comprado a passagem um ano antes; muitas vezes viaja quem faz o check-in primeiro. Portanto, chegue cedo ao aeroporto. Normalmente as companhias aéreas pedem, para voos internacionais, no mínimo duas horas de antecedência, mas o início do embarque pode começar três horas antes.

De carro, evite horário de pico, saia de casa antes ou depois e fique ligado nos noticiários sobre a situação das estradas. E o mais importante: não corra. Muitos acidentes nas estradas acontecem por causa do apressadinhos. A falta de prudência faz cada vez mais vítimas nas estradas do Brasil.  Esteja descansado e deixa as bebidas alcoólicas para degustar na praia e DEPOIS do mergulho.

Por último, mergulhe muito, relaxe e aproveite ao máximo as suas merecidas férias.

Por Sandro Cesar

Cotação // Encontre uma agência na sua região
Os pacotes montados pela Oxigenação Turismo serão vendidos exclusivamente pelos nossos representantes: Agencias de viagem, Escolas de mergulho e representantes, utilize os índices abaixo para encontrar a melhor para você!

São Paulo
- São Paulo

escolha um das opões acima para listar os parceiros

Oxigenação Turismo
  - Página Principal
  - A Empresa
  - Contato
  - Escolha o seu Destino
  - Fale com a gente


Representantes
  - São Paulo
Turismo Nacional
  - Abrolhos
  - Fernando de Noronha
  - Guarapari
  - Maceió
  - Natal
  - Porto de Galinhas
  - Recife
  - Recife + Serrambi
  - Salvador
  - Serambi


Live Aboard
  - Bahamas - Aqua cat
  - Bonaire - Ocean Eyes
  - Galápagos
  - Mar Vermelho - Egito


Turismo Internacional
  - Aruba
  - Bahamas - Nassau
  - Bahamas - Nassau c/ Miami
  - Bahamas - Nassau e Tiger Beach
  - Belize
  - Bonaire - Buddy Dive
  - Bonaire - Belmar Oceanfront
  - Bonaire - Caribbean Club
  - Bonaire - Eden Beach Resort
  - Bonaire e Curaçao
  - Colombia - Cartagena
  - Colômbia - Cartagena e Ilhas do Rosário
  - Colômbia - Providencia e San Andrés
  - Colômbia - San Andrés
  - Costa Rica - Hotel Ocotal
  - CUBA - Ilha da Juventude
  - CUBA - Varadero
  - CUBA - Cayo Largo
  - CUBA - Jardines de la Reina
 
  - CUBA - Maria La Gorda
  - CUBA - Maria La Gorda e Cabo de San Antonio
  - Curaçao - Hotel Sunscape
  - DEMA SHOW Orlando
  - Egito - Mar Vermelho
  - Grand Cayman
  - Honduras - Roatan c/ Miami
  - Honduras - Roatan Hotel Anthonys Key Resort
  - Honduras - Utila
  - México - Baja Califórnia
  - México - Cozumel Hotel Park Royal
  - México - Cozumel Palace
  - Micronesia - Yap
  - Republica Dominicana - Punta Cana
  - Tahiti
  - Tahiti, Moorea, Bora Bora, Rangiroa e Fakarava
  - Tailândia
  - Tobago
  - Turks & Caicos - Ports of Call Resort